Departamento de Metodologia de Ensino
  • Concurso Público Edital nº020/2019/DDP – Educação/Ensino de Psicologia

    Publicado em 30/04/2019 às 8:38

    O Departamento de Metodologia de Ensino torna público o concurso regido pelo Edital nº 020/2019/DDP, que visa o provimento de 01 (uma) vaga para o cargo de Professor da carreira do Magistério Superior, para o seguinte campo de conhecimento:

    Educação/Ensino de Psicologia
    Processo: 23080.018100/2019-63
    Número de vagas: 01 (uma) sendo esta, preferencialmente, reservada para candidatos com
    deficiência conforme prevê a seção 4 deste Edital
    Denominação: Adjunto A
    Regime de Trabalho: DE
    Requisitos para provimento no cargo: Título de Graduado em Licenciatura em Psicologia
    e Título de Doutor em Educação

    O conteúdo programático e outras informações podem ser consultadas no link: http://020ddp2019.concursos.ufsc.br/

    Edital


  • Processos Seletivos Simplificados

    Publicado em 15/03/2019 às 19:56

    Campo de conhecimento: Educação/Ensino de História

    Processo: 23080.012940/2019-12

    Nº de vagas: 01 (uma)

    Regime de Trabalho: 40 (quarenta) horas semanais

    Requisitos: Licenciatura em História e Mestrado ou Doutorado em Educação ou História

    Edital

    Programa

    Portaria 154 – Normas e Procedimentos

    Port009.2019 Homologação inscrições processo seletivo História (RETIFICADA) (2)

    Port011.2019 Designação de Banca examinadora Processo Seletivo – Ensino de História

    Cronograma-Educação-Ensino de História

    Aprovados na prova escrita

    Cronograma Ajustado

    Resultado Final – Candidatos aprovados


    Campo de conhecimento: Educação/Educação e Infância

    Processo: 23080.013154/2019-32

    Nº de vagas: 01 (uma)

    Regime de Trabalho: 40 (quarenta) horas semanais

    Requisitos: Graduação em Pedagogia ou Licenciatura em qualquer área do conhecimento e Mestrado ou Doutorado em Educação.

    Edital

    Programa

    Portaria 154 – Normas e Procedimentos

    Port008.2018 Homologação inscrições processo seletivo Educação e Infância (RETIFICADA) (2)

    Port010.2019 Designação de Banca Examinadora Processo Seletivo – Educação e Infância

    Cronograma – Educação e Infância

    Cronograma Educação AJUSTADO – Educação e Infância

    Resultado final – Candidatos aprovados


  • Defesa do Memorial de Atividades

    Publicado em 13/12/2018 às 10:57

    A Direção do Centro de Ciências da Educação convida a comunidade para a Defesa do Memorial de Atividades Acadêmicas (MAA), para promoção à Classe E – Titular, da professora Nelita Bortolotto do Departamento de Metodologia de Ensino (MEN/CED).

    A banca avaliadora ocorrerá no dia 18/12/2018, às 09h, na sala 109 do Bloco D.


  • Horário de Verão na UFSC

    Publicado em 11/12/2018 às 8:12

    Em decorrência do horário de verão da UFSC (Clique aqui para mais informações) entre os dias 11/12/2018 e 15/02/2019, a secretaria administrativa do MEN passa a funcionar diariamente das 07h30 às 13h30.


  • Concurso Público Edital nº053/DDP/2018 – Educação/Métodos, Técnicas e Prática de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura de Língua Portuguesa

    Publicado em 17/10/2018 às 18:13

    APROVADOS PROVA ESCRITA

    CRONOGRAMA AJUSTADO

     


  • Concurso Público Edital nº053/DDP/2018 – Educação/Ensino de Inglês

    Publicado em 01/10/2018 às 18:02

    APROVADOS NA PROVA ESCRITA
    CRONOGRAMA AJUSTADO


  • Concurso Público Edital nº053/DDP/2018 – Educação/Didática

    Publicado em 27/09/2018 às 13:44

    RESULTADO PROVA ESCRITA

    CRONOGRAMA AJUSTADO


  • Concurso Público Edital nº053/DDP/2018 – Educação/Ensino de Psicologia

    Publicado em 25/09/2018 às 14:02

    APROVADOS NA PROVA ESCRITA
    CRONOGRAMA AJUSTADO (retificado)


  • EM DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, DA EDUCAÇÃO, DA CIÊNCIA E DA CULTURA PÚBLICAS E PELA IMEDIATA REVOGAÇÃO DA EMENDA CONTITUCIONAL 95/2017

    Publicado em 04/09/2018 às 13:55

    O Colegiado do Departamento de Metodologia de Ensino do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, composto por mais de setenta professores, lamenta profundamente a tragédia decorrente do incêndio ocorrido ontem no Museu Nacional, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro, e cobra do Governo Federal a imediata recomposição e ampliação do orçamento público das áreas sociais, em especial da educação, ciência e cultura segundo as necessidades de cada área.

    A irreparável e inestimável perda para a cultura e para o patrimônio científico do Brasil e do mundo decorrentes do incêndio ocorrido no Museu Nacional da UFRJ tem causas e responsáveis: os constantes cortes e contingenciamentos de recursos realizados por sucessivos governos. Mesmo com as constantes denúncias das universidades federais sobre a situação de gravíssima limitação orçamentária, o que limita o exercício pleno de seu papel social, a tragédia que poderia ter sido evitada ocorreu, em um contexto de piora acentuada da situação nos últimos quatro anos, quando as áreas sociais sofreram drástica redução orçamentária.

    O Museu Nacional, que completa seus 200 anos com ausência de investimento, havia resistido até este momento a uma degradação maior pelo trabalho de professores, servidores técnico-administrativos, pesquisadores, estudantes e comunidade que defendiam a necessidade de compreender a cultura, a educação e a ciência no Brasil como bases de desenvolvimento e justiça social, e neste processo identifica-se a inestimável contribuição do acervo e do trabalho do Museu.

    Os cortes orçamentários sofridos pelas instituições públicas aprofundaram-se com a vigência da Emenda Constitucional 95/2017. Também na UFSC os impactos são enormes, e ficam visíveis na redução orçamentária e nas péssimas condições de parte importante de suas instalações, como no Prédio A do Centro de Ciências da Educação e o Prédio do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, que constantemente apresentam incidentes que poderão gerar uma nova tragédia, como a ocorrida na UFRJ. Por isso, além de lamentar pelo ocorrido, compreendemos que é necessário evidenciar e denunciar as causas e avançar na organização para lutar pela ampliação de recursos públicos para a área de educação, ciência e cultura públicas.

    Concordamos plenamente com a nota da Reitoria da UFRJ, que afirma que “Este momento devastador deve ser um alerta para as forças democráticas do país, no sentido de preservação do patrimônio cultural da nação. O inadmissível acontecimento que afeta o Museu Nacional da UFRJ tem causas nitidamente identificáveis. Trata-se de um projeto de país que reduz às cinzas a nossa memória. Nós desejamos que a sociedade brasileira se mobilize junto à comunidade universitária e científica para ajudar a mudar o tratamento conferido à educação, à memória, à cultura e à ciência do Brasil.”

    Pela imediata revogação da EC 95/2017!

    Em defesa da educação, ciência e da cultura públicas!

     

    Florianópolis, 03 de setembro de 2018.


  • Nota de Repúdio

    Publicado em 22/08/2018 às 14:48

    O Departamento de Metodologia de Ensino (MEN) do Centro de Ciências da Educação (CED) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) manifesta repúdio à decisão que resulta em redução de recursos do orçamento federal de 2019 para os programas do Ministério da Educação direcionados à produção de Ciência e Tecnologia e formação de professores no país.

    Isso acarretará na suspensão do pagamento, a partir de agosto de 2019, de todos os bolsistas de mestrado, doutorado e pós-doutorado, acadêmicos de programas de pós-graduação no Brasil, atingindo mais de 93 mil discentes e pesquisadores. Por outro lado, estima-se que cerca de 105 mil bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) (Edital n° 7/2018), do Programa de Residência Pedagógica (Edital n° 7/2018) e do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) (Edital nº 19/2018) também deixem de receber bolsas a partir da mesma data.

    Tais cortes causarão danos irreparáveis ao desenvolvimento científico, tecnológico e de formação de professores no país, e os resultados serão sentidos, de imediato por aqueles que estão envolvidos nas pesquisas e formações que dependem das bolsas para garantir sua sobrevivência e a médio e longo prazo pelo país, diante de um iminente “apagão” de cientistas e professores, o que incorre em riscos à soberania nacional e à autogestão da nação.

    Nós, colegiado acima nomeado, entendemos que a necessidade de revisão de tais arbitrariedades é urgentíssima e tais decisões claramente irresponsáveis devem ser revertidas.

    Não nos contentaremos em pagar pela má gestão dos recursos públicos.

     

     

    Departamento de Metodologia de Ensino/UFSC